DESPEDIDA+ COMODORO - FEVEREIRO 2011

ADEUS, QUERIDO AMIGO! UM BEIJO NA ALMA!

John Herbert (São Paulo, 17 de maio de 1929 — São Paulo, 26 de janeiro de 2011)

NA FOTO: Johnny, magistral, em O CASO DOS IRMÃOS NAVES, de seu grande amigo Luis Sergio Person.


SESSÃO DO COMODORO - FEVEREIRO DE 2011

 Na quarta-feira, dia 02 de Fevereiro, a Sessão do Comodoro vai exibir o belíssimo e intrigante "NASCIDOS DO FOGO", produção inglesa de 1983, dirigida pelo paquistanês Jamil Dehlavi.
 O filme foi legendado em português, especialmente para a ocasião, por Leopoldo Tauffenbach.
 A sessão começa as 21.30, no CineSesc, e as senhas gratuitas estarão disponíveis a partir das 21.00 horas na bilheteria do cinema.
 Recomendado para maiores de 16 anos.

NASCIDOS DO FOGO
Born of Fire (1983)
Reino Unido, 84 minutos, colorido, Dolby
Falado em Inglês, com legendas em português
Filmado na Turquia
Diretor: Jamil Dehlavi
Argumento: Jamil Dehlavi
Roteiro: Rafiq Abdullah
Música Original: Kudsi Ergüner e Colin Towns
Fotografia: Bruce McGowan
Montagem: Robert Hargreaves e John Martin
Elenco: Peter Firth, Suzan Crowley, Stefan Kalipha, Nabil Shaban e Oh-Tee (como Master Musician)

SINOPSE
 Um músico busca desesperadamente encontrar um certo Mestre Flautista, uma criatura poderosa e sobrenatural que planeja destruir o mundo.

COMENTÁRIO
 Celebrado como o primeiro e único filme de horror islâmico, "Nascidos do Fogo" confirma o paquistanês Jamil Dehlavi como um dos mais originais e fascinantes cineastas em atividade no mundo. Dehlavi põe no chinelo todos estes fetiches de almanaque que infestam os festivais mainstream. Trata-se de um "filme iniciático", fruto de pensatas profundas influenciadas pelo Alcorão e a Cabala. O épico "Jinnah", de 1998 (com antológica interpretação de Christopher Lee) - que pode ser enxergado como o "Lawrence da Arábia" do Paquistão - foi exibido na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, por minha sugestão.

OPINIÕES
- "A beautifully filmed surrealist journey into arabic mythology." - Jean-Francois Robichaud


- "This movie had the honor of being the world's first and only Islamic horror movie. Horror films I've seen from Pakistan and other Muslim countries were little more than rip-offs of Western horror. But this one delves into Islamic mysticism. We are taken into the world of the Djinn (spirits) and Shaytan (devils). Quotes from the Qur'an and Sufi poet / master Jallaludin Rumi and "dhikr" (rememberence / chants) by Bilal the Muezzin change the total feel of this movie to one that, unlike Western horror movies, owes nothing to the Christian tradition." IMDB


- "The scenes have a strange artistic merit, especially to note is a skull transposed over a bleak moon. The film is along the lines of Alejandro Jodorowsky (The Holy Mountain (1973), El topo (1970)), Andrzej Zulawski (Na srebrnym globie (1988) On the Silver Globe (USA)) and Federico Fellini (Satyricon (1969))." - Oslo Jargo



Escrito por Carlos Reichenbach às 02h57
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
HISTÓRICO



OUTROS SITES
 OLHOS LIVRES ANO 01
 LINKS - O CINEMA NA WEB
 LINKS BÁSICOS
 SITE DE CARLOS REICHENBACH
 OLHOS LIVRES BÔNUS
 IMDB
 ALL MOVIE GUIDE
 ALL MUSIC GUIDE
 PESQUISA DE BLOGS


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!