PETE WALKER E GABRIEL CARNEIRO EM MARÇO, NO CINESESC

SESSÃO DO COMODORO - MARÇO DE 2012
 Na quarta-feira, 07 de março, a Sessão do Comodoro vai exibir um banquete do mais fino horror apresentando ao público paulista o cultuado cineasta britânico e gótico PETE WALKER, capaz de transformar baixos orçamentos em inventivos exercícios fílmicos de atmosfera, terror e ironia. Dentro do clima, e antecedendo a exibição de "Psicopatas" (Frightmare - 1974), a sessão mostra também o curta metragem de estréia do crítico e pesquisador Gabriel Carneiro, "Morte e Morte de Johnny Zombie".
 A sessão começa as 21.30, no CineSesc, e as senhas gratuitas estarão disponíveis a partir das 21.00 horas na bilheteria do cinema.
 
ATENÇÃO: Recomendado para maiores de 16 anos.



Curta Metragem
MORTE E MORTE DE JOHNNY ZOMBIE (2011)
(2011, HD, 2.35:1)
Direção e Roteiro: Gabriel Carneiro
Argumento: Marília Passos
Companhia produtora: Belluah Produções
Direção de Fotografia e Câmera: Pedro Ribaneto
Efeitos especiais em Maquiagem: Fritz Martiliano
Montagem: Fábio Yamaji
Trilha musical: Felipe Vilasanchez
Som direto: Lucas Corazzini e Rafael Alves Ribeiro
ELENCO
 Joel Caetano (Johnny Zombie), Charlene Chagas (Manuela), Felipe M. Guerra (Bruno), Mariana Zani (Julia), Ana Luiza Garcia (Ana) e outros.


SINOPSE
 Johnny é um  mero engenheiro de plantão numa fábrica de pesticidas. Um gás tóxico vaza, e, aos poucos, Johnny morre, ainda que vivo.
COMENTÁRIO
 Morte e Morte de Johnny Zombie é a estreia do jornalista, pesquisador e crítico de cinema Gabriel Carneiro na direção e no roteiro de um filme. Sempre interessado no
cinema fantástico, Carneiro, que é repórter da Revista de CINEMA e da Revista Zingu!, entre outros, quis estrear num filme de gênero, por julgar que a diversidade
cinematográfica passa por todos os tipos de cinema, acreditando que se pode fazer um filme inteligente, bem pensado e bem construído, inventivo e de grande alcance. “Nunca entendi direito porque há tantos preconceitos contra o cinema de gênero, em especial o
fantástico. Pode-se fazer filmes muito criativos e inventivos em qualquer gênero, podese experimentar em qualquer ocasião. Não é porque se usa certo mecanismos, que não se pode fazer algo novo que discuta a linguagem e seus parâmetros”



Longa Metragem
PSICOPATAS (Frightmare - 1974)
Inglaterra, colorido, 88 minutos
Argumento e direção - Pete Walker
Roteiro - David McGillivray
Fotografia - Peter Jessop        
Música Original - Stanley Myers        
Montagem - Robert C. Dearberg
ELENCO
 Rupert Davies, Sheila Keith, Deborah Fairfax, Paul Greenwood, Kim Butcher e outros.


SINOPSE
 Anos depois de ficarem internados em um asilo de loucos pela prática de canibalismo, um casal (Rupert Davies e Sheila Keith) tenta se reintegrar à sociedade ...


OPINIÕES
 "Pete Walker's Frightmare is a masterpiece of grim horror, an overlooked eye-opener with a chip on its shoulder and attitude to spare. Be thankful for this one; horror films with this much power are few and far between." - Joseph A. Ziemba, 10.21.05
 "Pete Walker is a criminally underrated master of horror or better yet, horror-dramas. His films usually are lengthy, a bit wordy and are shot with a by the numbers standard but the way he tells his stories with editing and how the actors flesh out the complex scripts mixed with great scores make each and every one of his films something to be sought after. Frightmare is a great start to his catalog but another gem to be held on par is his psycho-thriller masterpiece 'Schizo'." -  M. Morgan [The Cult of Horror]
http://www.beardyfreak.com/rvfrightmare.php
http://www.bleedingskull.com/dvd/frightmare.html



Escrito por Carlos Reichenbach às 21h01
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
HISTÓRICO



OUTROS SITES
 OLHOS LIVRES ANO 01
 LINKS - O CINEMA NA WEB
 LINKS BÁSICOS
 SITE DE CARLOS REICHENBACH
 OLHOS LIVRES BÔNUS
 IMDB
 ALL MOVIE GUIDE
 ALL MUSIC GUIDE
 PESQUISA DE BLOGS


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!